Partido minoritário pede que Fujimori concorra às eleições à Câmara Alta no Japão

Apesar de estar em prisão domiciliar no Chile, não existem impedimentos na lei japonesa para que Fujimori se candidate

SÃO PAULO – O Novo Partido dos Cidadãos pediu ao ex-presidente peruano, Albero Fujimori, que concorra como candidato às eleições à Câmara Alta no Japão, apesar de o político estar em prisão domiciliar no Chile.

Fujimori, que também tem nacionalidade japonesa, ainda não respondeu à oferta do partido minoritário liderado por Shinzuka Kamei, conhecido como defensor do ex-governante peruano.

Polêmica na decisão

Não existem impedimentos na lei eleitoral japonesa para que Fujimori, apesar de estar sob prisão, se candidate no Japão. Mesmo assim, a decisão pode criar polêmica no país e até no mundo. As eleições para a Câmara Alta serão no dia 22 de julho.

PUBLICIDADE

Em seu governo, Fujimori introduziu medidas para controlar a inflação e combater o terrorismo no Peru. O ex-presidente fugiu de seu país em 2000, após a descoberta de uma rede de corrupção criada por seu assessor Vladimiro Montesinos.