Partido grego contra medidas de austeridade lidera pesquisa de intenção de voto

Syriza, de extrema esquerda, atinge 30% do eleitorado grego; para legenda, país não deve aceitar ajuda do bloco monetário

SÃO PAULO – Cresce o risco de saída da Grécia da Zona do Euro. Pesquisa divulgada nesta quinta-feira (24) revela que o partido de esquerda, Syriza, lidera as intenções de voto nas eleições de 17 de junho.

A legenda é contrário à medidas de austeridade impostas pela União Europeia e o FMI (Fundo Monetário Internacional), o que pode resultar no desligamento do país do bloco monetário. Os países-membros autorizaram a injeção de liquidez no mercado grego, com a contrapartida de que o governo local corte gastos e reduza drasticamente o déficit público. Contudo, Alexis Tsipras, líder do partido, declarou que é favorável à permanência do país na Zona do Euro.

Corrida às urnas
A pesquisa, da Public Issue/Skai TV e que exclui os votos indecisos, aponta o Syriza com 30% das intenções de voto, 4 pontos percentuais à frente do principal adversário, o partido conservador Nova Democracia. 

PUBLICIDADE

O resultado aponta avanços do partido de esquerda, que tinha 28% do eleitorado na última pesquisa, divulgada em 19 de maio. Já os conservadores – que venceram a última eleição e são favoráveis ao acordo com os credores internacionais -, somavam 24% de apoio popular.  

Em terceiro lugar está o partido socialista, o Pasok (15,5%), que também apoia o resgate europeu.