Caráter político

Paralisação é pontual e tem objetivo único de desgaste político, diz ministro

"No nosso entender, essa greve é pontual, que atinge pontualmente algumas regiões do País, e infelizmente é uma greve que tem se caracterizado com uma aspiração única de desgaste político do governo", afirmou Edinho Silva

arrow_forwardMais sobre

O ministro da Secretaria da Comunicação Social da Presidência, Edinho Silva, minimizou nesta segunda-feira, 9, a greve deflagrada por caminhoneiros em todo o País. De acordo com ele, o Planalto encara a mobilização como um movimento “pontual”, que tem o “objetivo único” de “gerar desgaste político ao governo”. O ministro disse que o tema não foi discutido na reunião de coordenação política desta segunda.

“No nosso entender, essa greve é pontual, que atinge pontualmente algumas regiões do País, e infelizmente é uma greve que tem se caracterizado com uma aspiração única de desgaste político do governo”, afirmou em entrevista coletiva após a reunião. Segundo Edinho, até o momento, nenhuma entidade representativa dos caminhoneiros apresentou qualquer pauta de reivindicação ao Executivo. “Mas o governo está aberto ao diálogo sempre”, ponderou.

Como mostrou o Broadcast Político (serviço de notícias em tempo real da Agência Estado), o Comando Nacional do Transporte vem afirmando que, entre as reivindicações da greve dos caminhoneiros, está o impeachment da presidente Dilma Rousseff.

PUBLICIDADE

“Você não pode apresentar uma pauta onde o centro é o desgaste do governo. Uma greve geralmente vem com questões econômica, questões sociais. Geralmente é propositiva, mesmo quando trata de questões políticas. Nunca vi uma greve onde único objetivo é gerar desgaste ao governo”, acrescentou o ministro, evitando classificar a mobilização como um movimento “partidário”.

É hora ou não é de comprar ações da Petrobras? Veja essa análise especial antes de decidir:

 

Leia também:

Você investe pelo banco? Curso gratuito mostra como até dobrar o retorno de suas aplicações