Torcida de Vice

Para Temer, Dilma é mais segura e tranquila, enquanto Aécio é arrogante

O vice-presidente comentou ainda que a reportagem de capa da revista Veja fere a honra pessoal e política da presidente e gera indignação entre as pessoas.

SÃO PAULO – O vice-presidente Michel Temer, do PMDB, não se continha nos bastidores do debate da TV Globo e enchia a sua companheira de chapa, Dilma Rousseff, do PT, de elogios. Ele destacou a tranquilidade da candidata à reeleição ao longo da entrevista.

“A Dilma, como ela tem muito a dizer, está segura e tranquila naquilo que diz. Como o governo fez muito, ela fala com muita tranquilidade e segurança de quem sabe que vencerá a eleição”, afirmou o peemedebista. “Aécio, por sua vez, fala com uma certa arrogância sobre suas conquistas e projetos”, completou.

Além disso, o vice-presidente sinalizou que o programa não acrescenta nada aos eleitores indecisos. “Fica tudo na base da pegadinha, tenho dúvidas se o eleitor vai se decidir com o debate. Está um pouco confuso. Não sei se os candidatos conseguem passar seus recados, de um lado e de outro”, comentou. 

PUBLICIDADE

Ele propôs mudanças para os embates dos próximos anos. Para Temer, as respostas rápidas devem ser substituídas por pontos de vista mais elaborados. “Na eleição que vem, como presidente do PMDB, vou propor que os debates deem, por exemplo, dez minutos para os candidatos responderem a quatro ou cinco perguntas”, explicou o peemedebista. 

O líder do PMDB comentou ainda que a reportagem de capa da revista Veja, que indica que Dilma e Luiz Inácio Lula da Silva sabiam do esquema de corrupção da Petrobras, fere a honra pessoal e política da presidente e gera indignação entre as pessoas.

“Não acho que a matéria seja útil eleitoramente para quem quer destruir a candidatura de Dilma. Acaba tendo o efeito contrário. Alguns eleitores a veem indiganada e passam a defendê-la”, completou.