EM DESTAQUE EUA surpreendem e criam 2,5 milhões de empregos em maio; taxa de desemprego cai a 13,3%

EUA surpreendem e criam 2,5 milhões de empregos em maio; taxa de desemprego cai a 13,3%

Para Rosenberg, caso Palocci marca “fim da lua de mel” do governo federal

Fisiologismo do PT deverá fazer com que Dilma Rousseff se incline cada vez mais para o PMDB, diz consultoria em relatório

SÃO PAULO – A consultoria Rosenberg & Associados classificou o caso Palocci como o final da lua de mel do atual governo federal, que deverá se inclinar cada vez mais para o PMDB, tendo em vista do fisiologismo do PT, destacou a consultoria em relatório. 

A dúvida da consultoria é como um médico sanitarista como Antônio Palocci é capaz de faturar milhões durante a vigência de seu mandato como parlamentar. Embora a Rosenberg classifique como pequena a vontade da oposição de explorar o episódio e dos desesperados esforços do governo em salvar o ministro da Casa Civil, a consultoria também avalia que o poder central está paralisado e desconfortável com o pedido de explicações da Procuradoria. 

Com isso, de acordo com a Rosenberg, a presidente terá de se inclinar para seu principal aliado, o PMDB, o que termina por alavancar “o cambalacho para aprovação de medidas prioritárias”. Para a Rosenberg, o governo será testado pela aprovação do Código da Defesa do Meio Ambiente, além de ter como complicações a pneumonia de Dilma Rousseff e as falas do ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva. 

PUBLICIDADE

Caso Palocci
O enriquecimento do ministro da Casa Civil, Antônio Palocci, marca a mais nova crise política nacional, com muitos questionamentos a respeito do quão lícito essa acumulação de dinheiro foi feita. Em sua defesa o ministro disse que a empresa Projeto, prestadora de consultoria econômico-financeira, foi responsável para que ele tivesse seu patrimônio multiplicado em mais de 20 vezes durante o período de 2006 a 2010.