De olho em 2018

Para presidente do PPS, Luciano Huck tem “tapete vermelho” caso queira concorrer à presidência

Porém, apresentador vem negando candidatura e diz  que o diálogo com siglas e grupos que estão de olho no próximo pleito é parte da sua tentativa de ter uma "fotografia" o mais completa possível do assunto 

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – Em entrevista ao jornal Valor Econômico, o presidente do PPS, deputado Roberto Freire, afirmou que o seu partido está aberto para receber a filiação do apresentador global Luciano Huck, além de conversar sobre uma eventual candidatura do apresentador à presidência. 

A declaração foi feita poucas horas depois, segundo o jornal, de Huck falar em evento em São Paulo que, no momento, ele não é candidato a nada. Huck afirmou que o diálogo com siglas e grupos que estão de olho no próximo pleito é parte da sua tentativa de ter uma “fotografia” o mais completa possível do assunto e vem insistindo no discurso de que quer dar sua colaboração estando fora do dia a dia da política. 

Freire disse que esteve com o apresentador dois meses atrás, mas que, na ocasião, ele lhe disse que não seria candidato. O motivo do encontro foi promover uma aproximação do PPS ao grupo Agora!, um movimento liderado por Huck que afirma ter interesse em influenciar políticos. “A conversa era de como ajudar a melhorar a política.”

PUBLICIDADE

Ao blog O Antagonista, Freire foi além e disse que Huck tem tapete vermelho no PPS. “Se ele vai se candidatar ou não, não sabemos.” O presidente do partido afirmou que se o apresentador não for candidato, o mais provável é que o PPS apoie a candidatura a presidente do governador Geraldo Alckmin (PSDB). 

A fala do presidente do partido foi feita horas depois do líder do PPS no Senado, Cristovam Buarque (DF), anunciar que se licenciaria do mandato para percorrer o país pelos próximos quatro meses em busca de apoio para concorrer à sucessão presidencial. Porém, Freire apontou que haveria dificuldade política-eleitoral na candidatura do senador.