Para Palocci, economia não sofrerá impacto do ambiente político das eleições

Ex-ministro da Fazenda acredita que reformas institucionais realizadas nos últimos anos garantem estabilidade

SÃO PAULO – O deputado federal Antonio Palocci (PT-SP) afirmou nesta terça-feira (26) que, pela primeira vez, o Brasil caminha para uma eleição onde a economia não será afetada pelo ambiente político.

O ex-ministro da Fazenda defendeu seu argumento durante o painel de encerramento do primeiro dia do 5º Congresso Anbid de Fundos de Investimento comentando as melhorias institucionais realizadas nos últimos anos.

“O Brasil fez muitas reformas, mudou o arcabouço institucional”, disse. Para ele, tais avanços contribuíram para a formação dos pilares de estabilidade da economia brasileira. Como exemplo, citou a formalização do setor de construção e a reforma no mercado de crédito.

PUBLICIDADE

Desafios
Palocci, que segundo uma pesquisa da Arko Advice lidera as preferências dos parlamentares em uma eventual substituição da pré-candidata Dilma Rousseff à sucessão presidencial, acredita que o País terá um maior peso na economia global após a crise.

Mas aponta alguns obstáculos importantes no processo de conquistas institucionais. Em especial a Reforma Tributária. Segundo ele, que preside a Comissão Especial da Reforma Tributária, o grupo encerrou os trabalhos com propostas para simplificar o sistema.

O ex-ministro também destacou a necessidade de atuação mais incisiva na área educacional para um crescimento sustentado.