Sem volta

Para Lula, se Dilma for afastada temporariamente pelo Senado, não voltará mais

Segundo relatos de participantes de encontro com o petista, Lula avaliou como remotas as chances de impedir o prosseguimento do processo no Senado, diz a Folha

SÃO PAULO – Em reunião na última segunda-feira (18) com o presidente do PT, Rui Falcão, e movimentos de esquerda, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva reconheceu que a presidente Dilma Rousseff dificilmente retornará ao Planalto caso o Senado aprove a abertura do processo de impeachment na Casa. As informações são da Folha de S. Paulo.

No Senado são necessários 41 votos dos 81 senadores – maioria simples – para que processo seja admitido e aberto, quando Dilma seria afastada; os últimos levantamentos de jornais apontam para um número superior a isso. Segundo o Estadão e O Globo, 46 estão a favor do impeachment e, segundo a Folha, 48. Os três jornais apontam 20 senadores contra o impedimento de Dilma. Dois terços, ou 54 senadores, são necessários para condenar a presidente e afastá-la de vez do cargo em um prazo de até 180 dias após o afastamento. Durante esse período, a presidência passa às mãos do vice Michel Temer.

De acordo com a Folha, Lula avaliou como remotas as chances de impedir o prosseguimento do processo no Senado. O petista estava rouco e visivelmente cansado durante o encontro, segundo participantes ouvidos pelo jornal. 

PUBLICIDADE

“Foi uma conversa para fazer um balanço do que aconteceu ontem e pensar no que vamos fazer”, afirmou Rui Falcão, na saída do encontro. Na manhã desta terça, Lula participará de reunião do diretório nacional do PT para avaliar o cenário. 

Segundo O Globo, o cenário é de muita preocupação para o governo. Apesar de Dilma buscar demonstrar otimismo ontem com a tramitação do impeachment no Senado, integrantes do governo avaliam como muito difícil a tarefa de impedir a aceitação do processo na comissão especial no Senado. 

Especiais InfoMoney:

Carteira InfoMoney rende 17% no 1º trimestre; 5 novos papéis entraram no portfólio de abril

Trader que perdeu R$ 285.000 com Telebras conta como deu a volta por cima

André Moraes diz o que gostaria de ter aprendido logo que começou na Bolsa