De última hora

Para evitar “sequestro”, Obama vai se encontrar com líderes do Congresso

Obama se encontrará com os republicanos John Boehner e Mitch McConell, além dos democratas Nancy Pelosi e Harry Reid

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – O presidente Barack Obama deve se encontrar com as principais lideranças do Congresso norte-americano para tratar do “sequestro” nesta quarta-feira (27), afirmou o portal norte-americano. A intenção é evitar o corte automático de US$ 85 bilhões mensais em gastos do governo, a ser realizado na sexta.

Obama se encontrará com os republicanos John Boehner, presidente da câmara dos deputados e Mitch McConell, líder da minoria do Senado, além dos democratas Nancy Pelosi, líder da minoria na câmara e Harry Reid, líder da maioria no Senado. Sem um acordo em vista, senadores já haviam afirmado que o mais provável é que o “sequestro” ocoresse. 

Os cortes devem impactar em até 1% o PIB (Produto Interno Bruto) dos EUA este ano. Obama já veio a público afirmar que esse evento era “uma forma estúpida de se fazer coisas”, já que deveria enfraquecer a economia e os militares – que terão parte do seu orçamento cortado pelo “Sequestro”.

PUBLICIDADE

O evento é uma das principais ocorrências nos EUA desde o abismo fiscal. Ele tem impulsionado o VIX, conhecido como “índice do medo” nas últimas semanas, que já atinge patamares preocupantes. Além de já ter derrubado as bolsas no exterior, a expectativa é que se não for alcançado um acordo, o mercado pode continuar a cair. 

A expectativa é que o mercado ainda não precificou o “sequestro” por conta da expectativa de um acordo na última hora – como ocorreu com o abismo fiscal. Antes da ocorrência do evento, o congresso terá apenas uma única reunião para votar a situação. Republicanos e democratas não concordam, principalmente, com a necessidade de “novas receitas”, ou seja, com o aumento dos impostos.