Para enfrentar “desafio histórico”, Obama põe emprego como prioridade

Em primeiro coletiva, presidente eleito destaca urgência de socorro para classe média e auxílio a pequenas empresas

arrow_forwardMais sobre
Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Três dias após ser eleito novo presidente dos EUA, Barack Obama realizou sua primeira coletiva de imprensa nesta sexta-feira (7), após encontro oficial com sua equipe econômica, deixando clara a necessidade de urgência para conduzir uma economia “que enfrenta o maior desafio das nossas vidas”.

“Minha prioridade é como fortalecer a economia e como criar mais empregos”, decretou o democrata. As palavras do novo comandante da maior potência global vieram depois do Relatório de Emprego revelar que a economia norte-americana perdeu 240 mil postos de trabalho em outubro, décimo recuo consecutivo.

Apesar de salientar o papel que seu time realizará no monitoramento da conjuntura, bem como a preparação de medidas contra a crise, Obama não anunciou o nome do novo secretário do Tesouro. Sua equipe conta com nomes como o bilionário Warren Buffett, o ex-secretário do Tesouro Larry Summers e o ex-presidente do Fed, Paul Volcker.

Classe média

Aprenda a investir na bolsa

Durante parte do discurso, o presidente eleito dos EUA fez questão de impor o desejo de prover alívio às pessoas da classe média e para as pequenas empresas, além da extensão de benefícios para desempregados. “Precisamos de um plano de socorro para a classe média. O estimulo deve ser aprovado antes ou após a posse (em janeiro)”.

Pedindo velocidade ao Congresso, Obama também falou em acelerar a aprovação de medidas para o setor automotivo. Nesta sexta-feira, as ações da General Motors tiveram seus negócios congelados na Bolsa de Nova York, em resposta à divulgação de prejuízo de US$ 4,2 bilhões no terceiro trimestre. Na apresentação dos dados, a companhia afirmou que seu caixa atingiu nível mínimo para continuar operando.