Para Ativa, Plano “Brasil Maior” é positivo para empresas de software

Nova política industrial anunciada pelo governo é avaliada como neutra para setores de autopeças e bens de capital

SÃO PAULO – Na análise da Ativa Corretora, a nova política industrial conhecida como Plano “Brasil Maior”, divulgada pelo governo federal na última terça-feira (2), terá impacto neutro para empresas de autopeças e bens de capital, no entanto, será positiva para companhias de software, em especial a Totvs (TOTS3).

Entre as medidas que farão parte do Plano “Brasil Maior” haverá foco na redução de IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados) sobre bens de capital, redução do tempo para utilização do crédito de PIS/Cofins, além de desoneração da folha de pagamentos, em alguns setores.

De acordo com a analista Luciana Leocadio, as medidas já eram esperadas para os setores de autopeças e bens de capital, “não trazendo nenhuma novidade que possa beneficiar o setor de autopeças e bens de capital de forma significativa”.

PUBLICIDADE

Desoneração sobre folha de pagamento é positivo para Totvs
No entanto, a analista ressalta que o setor de software aguarda há vários anos a desoneração sobre folha de pagamento, o que em sua avaliação traz um impacto positivo sobre os gastos com tributos da Totvs.

A corretora fez um exercício para avaliar o impacto da medida para a empresa. Segundo a analista, substituindo a tributação vigente sobre a folha, por uma alíquota de 2,5% da receita, conforme divulgado pelo governo, a economia fiscal poderia alcançar algo entre 2 p.p. a 4 p.p. de margem Ebitda incremental para a Totvs, “o que consideramos bastante positivo para a empresa”.

Recomendação
A analista ressalta que o plano tem um grau de detalhamento pequeno e algumas dúvidas. Sendo assim, a corretora aguarda maiores esclarecimentos por parte do governo e dos representantes de classe para “compreender os reais impactos para indústria nacional”.

A Ativa mantém a recomendação de compra para as empresas de autopeças Randon (RAPT4), Marcopolo (POMO4) e Yochpe Maxion (MYPK3) e de bens de capital como Weg (WEGE3) e Lupatech (LUPA3), considerando Randon a top pick. Da mesma forma, a corretora reitera a recomendação de compra para TOTS3, com base no preço alvo de R$ 36,50 por ação, que representa um upside de 32,20%.