Pesquisa

Para 64% dos eleitores, Dilma tem responsabilidade no caso Petrobras, diz Datafolha

Dos entrevistados, 49% disseram que as denúncias de corrupção na estatal influencia o voto neste segundo turno

SÃO PAULO – As denúncias de corrupção na Petrobras (PETR3; PETR4), que envolvem um esquema de propina em contato de empresas para PT, PP e PMDB, influenciam 49% dos eleitores neste segundo turno, apontou a última pesquisa Datafolha. Para 64% dos entrevistados, a presidente Dilma Rousseff (PT) tem responsabilidade no caso. 

Deste grupo, 38% apontaram que a petista tem muita responsabilidade, enquanto 26% disseram que tem um pouco. Há ainda 18% que eximem a presidente da responsabilidade no caso da Petrobras. O levantamento foi realizado entre os dias 14 e 15 de outubro, com 9.081 eleitores em 366 cidades em todas as regiões do Brasil.

Sobre a influência das denúncias na eleição, uma fatia de 43% dos eleitores disseram que isso não afeta o voto, enquanto 7% não opinaram sobre o assunto. Dos 49% dos eleitores que apontaram que as denúncias provocam efeito sobre o voto, 30% dizeram que terá grande influência, e para 20%, alguma influência.

PUBLICIDADE

Entre os que declararam votar em Aécio, 41% indicam que as denúncias na estatal terá grande influência no segundo turno, e 21%, que terá alguma influência. Um a cada três eleitores tucanos (33%), porém afirma que as denúncias não terão influência. 

Já na fatia que prefere Dilma, 57% indicam que as denúncias de corrupção não terão influência no voto. Para 16% que hoje declaram voto na petista, as denúncias terão grande influência, e 18% indicam que terá alguma influência.