Sem nome na lista

Palácio do Planalto constrange Jorge Paulo Lemann antes de reunião com Dilma

Nome do empresário, sócio da 3G Capital, não estava na lista da equipe de seguranças do Planalto; entrada só foi liberada após ligação do assessor do homem mais rico do Brasil

SÃO PAULO – A presidente da República Dilma Rousseff recebeu ontem o homem mais rico do Brasil, Jorge Paulo Lemann, no Palácio do Planalto. O encontro, que já desde o anúncio começou com os “pés trocados” após a agenda da presidente o identificar como “empresário suíço-brasileiro”, seguiu com o tratamento pouco amistoso.

Segundo blog de Fernando Rodrigues, do UOL, com visita agendada para ontem às 15h (horário de Brasília), o nome de Lemann não constava na relação mantida pela equipe de seguranças do Palácio do Planalto. A entrada do empresário, que chegou ao local um pouco antes do horário marcado, só foi liberada após um assessor de Lemann ligar para o cerimonial do Planalto. 

Mas, além de não ter ninguém esperando na garagem – como é de praxe para visitas importantes -, Lemann também não teve um elevador privativo no Planalto. O sócio da 3G Capital, que detém marcas como Heinz, Burger King e Kraft, teve de esperar um pouco e embarcar no elevador usado pelo público em geral. 

PUBLICIDADE