Países da Ásia e Pacífico terão 1,3 bilhão de idosos em 2050, revela ONU

Governadores da região se reuniram para discutir os efeitos econômicos e sociais do envelhecimento da população

SÃO PAULO – Segundo dados da ONU, o número de idosos em países da Ásia e do Pacífico aumentará de 410 milhões (10% da população) em 2007, para 733 milhões (15% da população) em 2025, e para 1,3 bilhão (25% da população) em 2050.

O envelhecimento da população – que tem acontecido em razão da longevidade das pessoas e da redução da taxa de natalidade – tem se tornado um grande desafio em alguns países.

Isso porque os números mostram que haverá menos pessoas disponíveis para cuidar dos idosos, já que o número de jovens será menor e o número de mulheres que trabalham também irá aumentar. As migrações que acontecem, principalmente entre os jovens, das áreas rurais para os centros urbanos, também deixará muito idosos sozinhos.

Soluções

PUBLICIDADE

Governadores de países da Ásia e do Pacífico se reuniram na Tailândia, durante dois dias, para discutirem os efeitos econômicos e sociais do envelhecimento da população.

Com a participação de especialistas no setor, o fórum promovido pela ONU serviu para que os governantes debatessem sobre os programas e políticas adotadas para enfrentar este fenômeno, que tem alterado os sistemas de bem-estar social e os serviços médicos.