Impeachment

“Paguei sim”, diz Dilma sobre pedaladas fiscais

"Nós pagamos com o dinheiro do povo brasileiro. Não foi empréstimo, foi o dinheiro legítimo dos tributos pagos pelo povo deste país", afirmou

SÃO PAULO – Sofrendo com uma abertura de processo de impeachment na Câmara dos Deputados por conta das chamadas “pedaladas fiscais”, a presidente Dilma Rousseff se defendeu das acusações dizendo que o expediente foi necessário para manter funcionando programas sociais como o Bolsa Família e o Minha Casa, Minha Vida. 

“Uma parte do que me acusam é de ter pago o Bolsa Família e o Minha Casa Minha Vida. Paguei sim. Nós pagamos com o dinheiro do povo brasileiro. Não foi empréstimo, foi o dinheiro legítimo dos tributos pagos pelo povo deste país”, afirmou, segundo informações do UOL. Dilma discursou na abertura da 10ª Conferência de da Assistência Social. 

As pedaladas fiscais são a prática do governo de utilizar recursos de bancos públicos como a Caixa Econômica Federal e o BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) para pagar despesas do Tesouro. O objetivo desta prática seria produzir resultados fiscais aparentemente melhores sem ter que cortar gastos ou ver um aumento relevante das receitas. 

PUBLICIDADE

Ainda nesta semana o TCU (Tribunal de Contas da União) analisará o recurso do governo no processo das pedaladas fiscais e deve referendar a condenação por infração na Lei de Responsabilidade Fiscal.

É hora ou não é de comprar ações da Petrobras? Veja essa análise especial antes de decidir: