Padrão histórico sugere que 2008 tende a ser positivo para o índice Dow Jones

Ano eleitoral é favorável para o mercado norte-americano e volatilidade está dentro do padrão normal, diz analista

SÃO PAULO – As perspectivas para o próximo ano parecem um pouco mais nebulosas para os mercados norte-americanos depois da recente crise do mercado de crédito imobiliário, que ainda continua a mostrar vítimas no mercado.

Apesar disso, para alguns analistas, 2008 pode reservar bons ganhos nos EUA. E, devido à correlação positiva com o mercado nacional, o Ibovespa tende a refletir a este cenário. Um dos principais eventos na pauta de discussões nos EUA no próximo ano são as eleições presidenciais.

Para alguns investidores, há uma percepção de que os mercados financeiros reagem negativamente às campanhas eleitorais e às mudanças das pesquisas eleitorais. Porém, para Bob Doll, vice-Chairman e CIO (Chief Investment Officer) da Black Rock Merrill Lynch Investment Managers, esta não é uma avaliação correta.

Eleições 2008

PUBLICIDADE

“Olhando os números mais de perto, entretanto, o padrão principal que emerge é de que ficar fora do mercado durantes as temporadas eleitorais é um erro”, afirma Doll.

Na média, o índice Dow Jones registra retornos de 6,2% em anos eleitorais. “Nós acreditamos que os investidores não devem temer que as incertezas inerentes de um ano eleitoral influenciem erradamente as suas estratégias de investimentos e objetivos”.

Independentemente do que ocorrer no próximo ano, Doll sugere que a melhor estratégia de investimento é se manter focado em ações de companhias de grande porte nos EUA, além de companhias que se destacam nos mercados emergentes.

Volatilidade dentro do normal

As incertezas quanto ao futuro da política monetária e da economia norte-americana têm transparecido nos últimos meses em forte volatilidade nas bolsas internacionais. De fato, as variações dos índices neste ano têm superado as ocorridas nos últimos três anos.

Porém, quando o ano de 2007 é visto em um período um pouco maior, a volatilidade deste ano ainda pode ser vista como dentro do normal. Dados da BlackRock mostram que, até o final de agosto, cerca de 18% das sessões (S&P 500) neste ano tiveram variação superior a 1%, enquanto nos últimos seis anos a média é de 27%.

“Antes de 2007, os mercados presenciaram três anos com uma volatilidade muito baixa, o que é bastante incomum de acordo com padrões históricos, o que levou alguns investidores a crerem que o ambiente de baixa volatilidade é normal”, avalia Doll.

Sendo assim, a volatilidade, caso aumente mais em 2008, não deve ser temida pelos investidores. “Investidores prudentes reconhecem que a volatilidade e as correções são normais e não confundem as variações diárias e quedas do mercado com mudanças de tendências”, completa.