Presidente do Senado

Pacheco rejeita “bravata” de fechamento do STF e cancelamento das eleições

Na semana passada, Pacheco encontrou-se com o presidente do STF, Luiz Fux, e destacou que as instituições têm o dever de dialogar

Por  Reuters -

BRASÍLIA (Reuters) – O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), rechaçou nesta segunda-feira pelas redes sociais qualquer “bravata” sobre o fechamento do Supremo Tribunal Federal (STF) e o cancelamento das eleições brasileiras.

“Não podemos admitir sequer uma bravata relacionada a fechamento do STF, a cancelamento de eleições, a volta da ditadura militar ou de atos institucionais”, disse ele, em publicação no Twitter.

Na semana passada, Pacheco encontrou-se com o presidente do STF, Luiz Fux, e destacou que as instituições têm o dever de dialogar para garantir as eleições e o ambiente democrático.

Na ocasião, o presidente do Senado alertou ainda que se deve evitar uma contaminação do clima pela proximidade das eleições, de forma a evitar o que considera “anomalias”, citando ataques a instituições e à democracia, como os ocorridos no 1º de Maio em manifestações de partidários do presidente Jair Bolsonaro.

Pacheco tem dado declarações no sentido de buscar o distensionamento na relação entre os Poderes, em especial diante os ataques de Bolsonaro à cúpula do Poder Judiciário e suspeitas sem evidências que ele levanta há tempos sobre o processo eleitoral.

Cadastre-se na IMpulso e receba semanalmente um resumo das notícias que mexem com o seu bolso — de um jeito fácil de entender:
Concordo que os dados pessoais fornecidos acima serão utilizados para envio de conteúdo informativo, analítico e publicitário sobre produtos, serviços e assuntos gerais, nos termos da Lei Geral de Proteção de Dados.
check_circle_outline Sua inscrição foi feita com sucesso.
error_outline Erro inesperado, tente novamente em instantes.
Compartilhe