Eleições

Os 4 pontos do Datafolha que reforçam o coro de Volta Lula

Apesar das ações de Dilma para estancar a perda de popularidade e frear o movimento Volta Lula, o ex-presidente aparece como preferido em relação a atual presidente

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – Além da pesquisa Datafolha divulgada nesta sexta-feira (9) mostrar que a distância entre Dilma Rousseff e a oposição está diminuindo, elevando as chances de 2º turno, o levantamento revelou ainda mais indicações de que a candidatura da atual presidente está longe de ser uma unanimidade. E este levantamento mostrou alguns pontos para tanto: 

1 – Eleitorado prefere Lula… conforme aponta a pesquisa, 58% dos eleitores acham que Lula deveria ser o candidato do PT.

2 – e o percentual é ainda maior entre os petistas. Já entre os que declararam preferência pelo partido, 75% dizem preferir Lula como candidato nas eleições deste ano. 

PUBLICIDADE

3 – Lula é aponta como o mais preparado. E o desejo de mudança do eleitorado é grande: 74% dos eleitores dizem querer mudanças na forma como o Brasil é governado e, para o eleitorado, Lula seria o mais preparado (38%). Já Dilma foi citada por 15%, ante 16% em abril. 

4 – Sem campanha, Lula tem mais intenção de voto que Dilma. Vale ressaltar que no cenário-base, contando os partidos “nanicos”, Dilma teria 37% das intenções de voto, Aécio Neves (PSDB) teria 20% e Eduardo Campos (PSB), teria 11%. Porém, a diferença aumenta consideravelmente se Lula for o candidato petista, para 49%, “roubando” 3 pontos percentuais das intenções de voto de Aécio, que ficaria com 17%, enquanto Campos ficaria com 9%, 2 pontos percentuais abaixo. 

No cenário sem contar com os partidos nanicos, Dilma teria 41% da preferência do eleitorado, ante 22% de Aécio, e 14% de Campos. Neste mesmo cenário, Lula teria 52% das intenções, Aécio 19% e Campos 11%. 

Assim, apesar de Dilma e o PT terem feito um esforço para estancar a perda de popularidade e frear o movimento “Volta Lula” dentro da própria base aliada, Lula ainda está mais forte que a presidente.