Oposição segue com obstrução na Câmara, sob falta de acordo sobre as MPs

Chinaglia e Garibaldi reunirão partidários em busca de proposta consensual; ACM Neto faz exigências para a desobstrução

arrow_forwardMais sobre
Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Tendo em vista a falta de uma proposta consensual sobre a alteração no trâmite das MPs (Medidas Provisórias), a oposição optou por manter a obstrução no plenário da Câmara.

Com o objetivo de tentar se aproximar do tema, os presidentes da Câmara, Arlindo Chinaglia (PT-SP), e do Senado, Garibaldi Alves (PMDB-RN), convidaram os lideres partidários para um jantar esta noite.

Chinaglia declarou que os deputados estão de acordo no que diz respeito à necessidade de mudança na tramitação das medidas tanto na Câmara como no Senado, para que as MPs deixem de trancar as pautas nas duas casa. Além disso, concordam também que as medidas passem a ter prioridade de votação nos plenários.

Oposição se manifesta

Aprenda a investir na bolsa

Por fim, Antonio Carlos Magalhães Neto (BA), líder do DEM na Câmara, disse que caso o governo não se comprometa a garantir uma pauta significativa em maio e junho para o partido, a obstrução permanecerá. Adicionalmente, exigiu a garantia de votação da PEC (Proposta de Emenda Constitucional).