Caravanas

Ônibus de Caravana de Lula são atingidos por tiros no Paraná

"A nossa caravana está sendo perseguida por grupos fascistas", disse o ex-presidente em uma das postagens feitas em sua conta no Twitter

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – A caravana do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva pela região Sul do país foi alvo de três tiros enquanto percorria o trajeto entre Quedas do Iguaçu e Laranjeiras do Sul, no Paraná, na tarde desta terça-feira. Conforme informou a equipe do líder petista por meio de publicações nas redes sociais, dois ônibus foram atingidos e não houve feridos. Um dos veículos era ocupado por jornalistas e teve perfurações na lataria.

“A nossa caravana está sendo perseguida por grupos fascistas. Já atiraram ovos, pedras. Hoje deram até um tiro no ônibus”, dizia uma das postagens feitas no perfil oficial de Lula no Twitter.

“Se tem uma pessoa que fez muitas viagens nesse país fui eu. Já percorri o Brasil inteiro, 91 mil km de barco, trem e ônibus. Já fiz campanha política em todo o território nacional e vocês nunca ouviram falar de violência. O que eu estou vendo agora é quase o surgimento do nazismo. O que estamos vendo agora não é política, porque se quisessem derrotar o PT, iriam para as urnas”, declarou o ex-presidente, ainda segundo as contas nas redes sociais.

PUBLICIDADE

“Se eles acham que fazendo isso vão nos assustar, estão enganados. Vai nos motivar. Não podemos permitir que depois do nazismo esses grupos fascistas possam fazer o quiser. Esperamos que quem está no governo estadual e federal, seja golpista ou não, assuma a responsabilidade”, complementou.

Ao contrário da experiência em outras regiões do país, a caravana de Lula pelo Sul tem enfrentado resistência de parcela da população. Protestos e violência marcaram algumas das passagens da campanha petista na região.