Obama: lei contra insider trading na política dos EUA é apenas o começo

Alguns membros do Congresso e também executivos de empresa criticam as limitações que o STOCK Act traz

SÃO PAULO – O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, afirmou nesta sexta-feira (23) que a lei que tenta conter as operações de congressistas, membros do Executivo e de órgãos reguladores com informações privilegiadas é apenas o começo do combate contra o chamado insider trading.

“O Congresso devia fazer ainda mais para ajudar na luta contra a influência destrutiva do dinheiro na política, e reconstruir a confiança entre Washington e o povo norte-americano”, disse o líder, citado pela imprensa internacional. Ele deve sancionar o STOCK Act em breve.

Críticas
Alguns republicanos, no entanto, criticam o texto, dizendo que ele pode infringir a liberdade de expressão garantida na Primeira Emenda da Constituição dos EUA. Isso porque o projeto exige uma provisão de informações políticas de operadores do Capitólio acusados da prática.

PUBLICIDADE

Além disso, membros do empresariado reclamam que reuniões de executivos do alto escalão de grandes grupos com políticos norte-americanos podem, agora, serem vistas com maus olhos por causa da lei. No entanto, a versão final do STOCK Act prevê um largo estudo sobre o insider trading e os efeitos do texto.