Obama deve nomear Mary Schapiro para chefiar a SEC

Objetivo da nomeação seria resgatar reputação do órgão regulador, criticado por não ter combatido fraude de Madoff com antecedência

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Continuando com as nomeações para o ano que vem, o recém-eleito presidente dos EUA, Barack Obama, deve anunciar nesta quinta-feira (18) Mary Schapiro como presidente da SEC (Securities and Exchange Commission), órgão semelhante à Comissão de Valores Mobiliários brasileira.

Criada após a quebra da bolsa de 1929, a instituição visa atribuir maior transparência ao mercado norte-americano, policiando operações financeiras e melhorando a confiança do investidor. Porém, com o colapso dos bancos Lehman Brothers e Bear Stearns, além da bilionária fraude de Bernard Madoff, a casa vem sendo alvo de diversas críticas, no geral relacionadas à sua ineficiência em identificar irregularidades no sistema financeiro.

De acordo com especialistas, a nomeação de Schapiro à liderança da SEC sinaliza a intenção de Obama de restaurar o status perdido pela instituição, podendo complementar a sua vontade de alterar parte das políticas que regulam os negócios em Wall Street, na tentativa de evitar futuras crises. O próximo cargo a ser anunciado deverá ser o de secretário de transportes, com rumores de que será oferecido a Ray LaHood.

Mary Schapiro

Aprenda a investir na bolsa

Atual chefe executiva da Autoridade Regulatória da Indústria Financeira, órgão de auto-regulação das bolsas de Nova York, Mary Schapiro trabalhou na SEC por seis anos, antes de se tornar a chairwoman da CFTC (Commodity Futures Trading Commission) em 1994, durante o governo Clinton.

Formada em direito, a nomeada integra ainda o conselho de diretores da Duke Energy e da Kraft Foods, e deverá substituir o republicano Christopher Cox se aceita pelo Senado dos EUA. Obama deve anunciar oficialmente a nomeação às 12h45, segundo o horário de Brasília.