AO VIVO Radar InfoMoney: Ambev cai com Morgan rebaixando recomendação com aumento de competição e saída do Brasileirão

Radar InfoMoney: Ambev cai com Morgan rebaixando recomendação com aumento de competição e saída do Brasileirão

Primeiro do 2° turno

O que esperar do debate da Band com os presidenciáveis que acontece hoje à noite?

Basicamente o debate será entre "os monstros do passado contra os monstros do presente", diz Ricardo Ribeiro, analista da MCM Consultores Associados

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Acontecerá na noite desta terça-feira (14) o primeiro debate dos presidenciáveis passado o primeiro turno das eleições. O mercado aguarda com grande expectativa o evento, que será transmitido pela Rede Bandeirantes às 22h15 (horário de Brasília), e poderá trazer algum direcionamento para a eleição, enquanto espera pelas pesquisas de intenção de votos Datafolha e Ibope. Mas, então, o que deverá trazer o debate?

“Os argumentos que têm sido usados pelos candidatos já dão para fazer um bom confronto hoje”, disse Ricardo Ribeiro, analista da MCM Consultores Associados e doutorando em Política pela USP. Para ele, basicamente o debate será entre “os monstros do passado contra os monstros do presente”, referindo-se aos possíveis ataques de Dilma Rousseff (PT) e Aécio Neves (PSDB), nesta ordem. 

Em avaliação feita na véspera, a MCM disse que Dilma venceu no primeiro turno, mas largou em desvantagem no segundo. “Se o PT tem alguma grande bomba contra Aécio, está na hora de acioná-la”. Mas, “o que não sabe até agora é se ela teria”, comentou hoje. 

Aprenda a investir na bolsa

Segundo Ribeiro, o PT deve explorar nesta noite questões ligadas ao governo de Aécio em Minas Gerais, assim como a derrota do PSDB pelo PT ao governo do Estado. Fernando Pimentel venceu no primeiro turno com 52,9% dos votos contra 41,8% do candidato tucano Pimenta da Veiga. Desde 2002, com a eleição de Aécio Neves, o PSDB comandou Minas por três mandatos – duas com Aécio e uma com Antonio Anastasia. “Com esta vitória, o PT ganhou um bom ataque em Minas, entre outras questões que poderia explorar”. 

Já do lado de Aécio, o analista comenta que o candidato deve se voltar aos “monstros do presente”, com ataques à corrupção na Petrobras (PETR3; PETR4). Além disso, ele comenta que o tucano deve usar a frase de Márcio Holland, secretário de Política Econômica do Ministério da Fazenda, para confrontar o PT. Ao comentar o resultado do IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo), que subiu 6,75% ao ano com o resultado de setembro, Holland sugeriu que a população consuma mais ovos e aves, diante da alta do preço da carne.

Ribeiro apontou ainda que Aécio Neves usar no debate uma mudança de discurso, mais próxima ao povo, em linha com a carta divulgada por ele com “inspiração” nas condições de Marina Silva para seu apoio ao tucano. “Há vários pontos que Aécio pode usar hoje no debate”, comentou. Entre as promessas do candidato, está, caso seja eleito, a adoção de uma política ambiental sustentável, a priorização do ensino integral no País e a criação de um fundo para tentar solucionar os conflitos entre índios e produtores rurais.