Paternidade disputada

O povo brasileiro jamais vai acreditar que o pai do Bolsa Família é o FHC, diz Dilma

Aécio afirmou que o pai do Bolsa Família é FHC e a mãe, Ruth Cardoso; Dilma diz que isso é uma "lenda"

SÃO PAULO – A paternidade do Bolsa Família foi questionada pelos candidatos no debate da Rede Bandeirantes. No começo do questionamento, Aécio Neves (PSDB) falou sobre o financiamento ao Porto de Mariel em Cuba e fala sobre transparência dos dados sobre valores investidos. 

Dilma Rousseff (PT) diz que não concorda com Aécio e que, para ela, os tucanos vão diminuir a participação de bancos públicos. Ela diz que Cuba é tratada com leviandade, dizendo que o país exporta mão de obra de engenharia, e e que Mariel é uma obra estratégica no mundo. Ela ainda cita os números do Bolsa Família e Minha Casa minha Vida, além do Pronatec.

Aécio volta a falar sobre o Bolsa Família, dizendo que o governo do PT se beneficiou de um programa precursor tuano e do Cadastro Único, implementado pelo PSDB. Depois, volta a falar de financiamento de obra em Cuba.

PUBLICIDADE

Dilma fala de forma irônica sobre o fato de Aécio querer a paternidade do Bolsa Família, afirmando que é uma lenda, uma fábula e que os tucanos não investem em programas sociais. “O povo brasileiro jamais vai acreditar que o pai do Bolsa Família é o FHC”,