Julgamento

O futuro de Renan Calheiros pode mudar nesta quinta-feira

O Supremo Tribunal Federal vai decidir se aceita a primeira de 12 denúncias feitas contra o senador

SÃO PAULO – O Supremo Tribunal Federal (STF) vai julgar nesta quinta-feira (1º) se aceita a denúncia contra o presidente do Senado, Renan Calheiros, pelos crimes de peculato, falsidade ideológica e uso de documento falso. Renan é acusado de receber propina da Construtora Mendes Júnior. Em contrapartida, a empresa pagaria as despesas pessoais da ex-amante do senador alagoano, a jornalista Monica Velosa. Se a denúncia for aceita, Renan se torna réu e passa a responder a uma ação penal, 

Segundo o jornal O Estado de S.Paulo, a investigação começou em 2007, mas a Procuradoria-Geral da República só apresentou a denúncia ao STF em 2013. Como Renan lidera no Congresso esforços para barrar o avanço da Operação Lava Jato e aprovar medidas de retaliação a juízes e promotores, o julgamento desta quinta-feira pode acirrar ainda mais a crise institucional em Brasília.

Mas esta não deve ser a última vez que a Corte decidirá sobre o futuro de Renan. Ele é alvo de outras 11 investigações no Supremo.

PUBLICIDADE