É hoje!

O cronograma, o discurso e as curiosidades: o que esperar da posse de Donald Trump

Solenidades começaram na quinta-feira e só terminam no sábado, mas o grande momento ocorre às 15h desta sexta-feira

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – Após um mês e meio, chegou o dia tão aguardado da posse oficial de Donald Trump como presidente dos Estados Unidos. Apesar do republicano ser imprevisível, para o evento desta sexta-feira (20) será difícil para ele conseguir sair muito do convencional, mesmo assim, o mundo inteiro está de olho e já se prepara para as primeiras decisões que ele irá tomar como presidente.

Desde a noite de quinta-feira já ocorreram diversas solenidades, incluindo shows com artistas renomados. Hoje, o programa oficial começou cedo, com Trump e seu vice, Mike Pence, junto com suas famílias, participando de uma cerimônia religiosa na Igreja Episcopal de Saint John, a poucos passos da Casa Branca. Em seguida, o presidente Barack Obama e a primeira-dama, Michelle, dão as boas-vindas a Trump e sua esposa, Melania, com um chá. Os dois casais irão juntos em comitiva para o Capitólio.

Mas o que todos mais estão aguardando é o primeiro discurso oficial do republicano. Às 15h (horário de Brasília), Donald Trump assumirá oficialmente como o 45º presidente dos EUA após fazer o tradicional juramento, para logo em seguida falar ao público. A expectativa é que ele anuncie que o crescimento econômico e a segurança da população serão as prioridades de seu governo.

PUBLICIDADE

O principal ponto, porém, será a explicação à população do que significará o lema “Faça a América Grande Novamente” durante seu mandato, usado durante toda a campanha eleitoral pelo então pré-candidato e depois candidato do Partido Republicano. As informações são da CBS News.

Além disso, Trump dirá que o crescimento econômico não será atingido apenas com mais empregos e sim com empregos com melhores salários, especialmente na indústria. No que se refere à segurança, o presidente eleito vai tomar medidas para que a população não tenha mais medo do terrorismo. Para isso, Donald Trump dirá à população que será preciso derrotar o Estado Islâmico.

O presidente eleito dos Estados Unidos transmitirá sua mensagem em poucas palavras. O pronunciamento terá entre 20 e 25 minutos, sem o tom populista que caracterizou seus discursos durante a campanha eleitoral. O discurso foi escrito por Stephen Miller, diretor de política da campanha eleitoral. Também contribuíram Kellyane Conway (conselheira de Trump), Reince Priebus (chefe do staff) e Steve Bannon (estrategista-chefe), todos integrantes do gabinete montado para governar o país.

O presidente eleito poderá também mencionar como vai eliminar o Obamacare, o programa do presidente Barack Obama idealizado para levar saúde a toda a população, e substituí-lo por outro, que consiga os mesmos objetivos sem onerar o consumidor. Ele deverá anunciar o aumento da exploração de energia e poderá antecipar as linhas principais da nova política de imigração que pretende implementar.

Curiosidades da posse
Convidado: Trump passou a noite de quinta na chamada “Blair House”, conhecida como uma casa de hóspedes presidencial. Esta tradição ocorre desde Jimmy Carter em 1977. Haviam boatos de que Trump iria dormir em seu novo hotel em Washington, mas isso foi negado e ele ficou na residência que fica do outro lado da rua da Casa Branca.

A mala preta: Nesta sexta de manhã, ocorre uma reunião rápida e discreta na Casa Branca, onde Trump receberá as informações confidenciais do país, além de conhecer seu adido militar — um oficial do Exército responsável em lhe assessorar. Será neste momento que ele receberá a famosa maleta preta que tanto conhecemos dos filmes. Nela estão documentos e instruções para ativar armas nucleares pelo mundo, e de um cartão com códigos de ativação que o presidente deve levar em seu corpo.

“A Besta”: O carro ultrasseguro que levará Trump e Obama da Casa Branca até o Capitólio é conhecido como “A Besta”. Além disso, um detalhes importante: como Trump ainda não será presidente naquele momento, ele sentará do lado esquerdo do carro, enquanto Obama ficará na direita.

Cartinha: Ao chegar na Casa Branca, na mesa do Salão Oval, Trump receberá a esperada carta de seu antecessor — mais uma tradição da Casa Branca. As cartas de um presidente para o outro costumam ser mensagens pessoais, escritas à mão, com conselhos e desejos de boa sorte.

Confira o cronograma oficial da posse (no horário de Brasília):

Quinta-feira
18h30: Trump e Pence vão ao cemitério de Arlington (Virgínia) prestar homenagem aos veteranos de guerra.

19h: Começam oficialmente as festividades, com shows de bandas como 3 Doors Down e The Frontmen of Country no Memorial Lincoln.

Sexta-feira
12h30: Abrem o dia shows do Coral do Tabernáculo Mórmon e de Jackie Evancho, cantora revelada pelo programa de TV “America’s Got Talent”. A expectativa do Departamento de Segurança é que entre 800 e 900 mil pessoas participem do evento.

13h15: Trump participa com Obama de cerimônia na igreja episcopal St. John’s e partem juntos para o Capitólio. 

15h: Trump realiza o juramento ao chefe da Suprema Corte e faz seu primeiro discurso como o 45º presidente dos EUA.

PUBLICIDADE

18h: Após almoço no Capitólio, ocorre o tradicional desfile presidencial, que parte da avenida Pensilvânia até a Casa Branca.

22h: Trump, Pence e suas esposas participam em três diferentes bailes de gala. Outras festas estão programadas por toda a cidade.

Sábado
13h: A Catedral Nacional de Washington recebe Trump e Pence para uma cerimônia de oração. A solenidade marca o início do novo mandato presidencial.