Número internautas nos sites de compra coletivas cresce 30% em março

Os usuários nos sites de compras coletivas passaram de 13 milhões em fevereiro para 17,1 milhões em março

SÃO PAULO – Os sites de compras coletivas atingiram audiência expressiva no mês de março, segundo dados do Ibope Nielsen Online.

De acordo com o analista do instituto, José Calazans, o número de internautas que acessaram os sites de compras coletivas passou de 13 milhões em fevereiro deste ano para 17,1 milhões no mês de março, o que significa um crescimento de 30% de um mês para o outro.

Em relação ao número total de usuários ativos de internet no País, os usuários dos sites de compras coletivas passaram de 32% em fevereiro, para 40% dos internautas no mês retrasado. Lembrando que em fevereiro, o número de usuários ativos de internet era de 41,3 milhões, enquanto em março passou para 43,2 milhões.

PUBLICIDADE

“Os sites de compras coletivas foram os principais responsáveis pelo crescimento do número de usuários ativos da categoria Comércio Eletrônico”, afirma Calazans. Nesta categoria, o crescimento foi de 7% entre fevereiro e março, passando de 28,7 milhões de usuários para 30,7 milhões.

Sites de cupons e recompensas
Segundo Calazans, na subcategoria sites de cupons e recompensas, da qual os sites de compras coletivas fazem parte, o número de usuários ativos saltou de 15 milhões em fevereiro, correspondentes a 36% dos internautas, para 18,6 milhões em março, o que equivale a 43% dos internautas de março.

“É claro que temos de levar em consideração que março possui mais dias do que fevereiro. Mas, mesmo assim, houve um crescimento bastante expressivo desta subcategoria”, diz Calazans.

Demais categorias
De acordo com o levantamento do Ibope Nielsen Online, a categoria Ocasiões Especiais registrou aumento de 13,8%, ao passar de 8,9 milhões de usuários em fevereiro para 10,1 milhões no mês seguinte.

“Essa categoria é composta por sites que estão ligados a acontecimentos sazonais, como por exemplo sites de cartões on-line (para envio de felicitações)”, explica Calazans.

Já a categoria Automotivo registrou aumento de 9,8%, de 9 milhões de usuários para 9,8 milhões, seguida de Estilo de vida (9,3%) e Governo e Entidades sem fins Lucrativos (7,8%).