De olho em Janot

Nova denúncia contra Temer terá pelo menos 7 delações como base, diz jornal

Neste cenário, a expectativa é que a denúncia só seja apresentada após a decisão sobre o futuro da delação dos executivos da J&F

arrow_forwardMais sobre
Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – É esperada para a próxima semana a segunda denúncia contra o presidente Michel Temer, a ser apresentada pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, em sua última semana no cargo. Segundo o jornal O Estado de S. Paulo, a acusação terá como base pelo menos sete delações premiadas, mas só sairá do gabinete de Janot quando e se estiver madura.

Neste cenário, a expectativa é que a denúncia só seja apresentada após a decisão sobre o futuro da delação dos executivos da J&F, que agora está em risco após Joesley Batista apresentar novos áudios mostrando que eles omitiram informações à Justiça.

A publicação explica ainda que esta denúncia será diferente da anterior. Desta vez a acusação será mais ampla, pois trata da formação de uma organização criminosa. Além dos executivos da J&F, esta nova peça terá como principal sustentação a delação de Lúcio Funaro, apontado pelas investigações como “operador de propinas” do deputado cassado Eduardo Cunha (PMDB-RJ).

Aprenda a investir na bolsa