Diz Folha

Nova baixa: coordenador de campanha de Campos rompe com Marina e não seguirá na campanha

"Na reunião, ela foi muito deselegante comigo. Eu disse que não aceitaria aquilo e afirmei: 'a senhora está cortada das minhas relações pessoais'", afirmou Carlos Siqueira ao jornal

SÃO PAULO – O secretário-geral do PSB e coordenador da campanha de Eduardo Campos, Carlos Siqueira, afirmou em entrevista à Folha de S. Paulo que não seguirá na função do lado de Marina Silva, que foi oficializada ontem como candidata do PSB. 

Ele afirmou ter desistido da função pela maneira grossa pela qual Marina a teria tratado. “Eu havia anunciado que minha função estava encerrada com a morte do meu amigo. Na reunião, ela foi muito deselegante comigo. Eu disse que não aceitaria aquilo e afirmei: ‘a senhora está cortada das minhas relações pessoais'”. 

A Folha apurou que Marina chegou a dizer à Siqueira que ele não precisaria mais se preocupar com a campanha e o coordenador reagiu. “Não estou e não estarei em hipótese alguma na campanha desta senhora”, disse o coordenador. 

PUBLICIDADE