Operação Lava Jato

No Facebook, Lula diz: “ação sobre sítio é mais uma etapa da farsa judicial da Lava Jato”

Em nota divulgada pela assessoria, Lula criticou a decisão de Moro de acatar a denúncia de corrupção e lavagem de dinheiro no processo sobre o sítio de Atibaia

SÃO PAULO – Em nota divulgada por sua assessoria de imprensa em sua página no Facebook, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva criticou a decisão do juiz Sergio Moro de acatar a denúncia de corrupção e lavagem de dinheiro no processo sobre o sítio de Atibaia, no interior de São Paulo. Além de Lula, também viraram réus na ação penal o ex-presidente da OAS, Léo Pinheiro, o pecuaristas José Carlos Bumlai e mais dez pessoas.

Com isso, o ex-presidente passa a ser réu em cinco ações penais: três na Lava Jato, uma na Zelotes e outra na Operação Janus. Além disso, há duas semanas, o petista foi condenado a nove anos e seis meses de prisão no caso do triplex em Guarujá (SP). Lula nega que tenha participado de qualquer esquema criminoso. 

Segundo aponta a publicação, a aceitação da denúncia é “mais uma etapa da farsa judicial movida pela Lava-Jato contra o ex-presidente”. Além disso, afirma que a operação reconheceu que “não tem provas para relacionar Lula a desvios da Petrobras, mas insiste em persegui-lo”.

PUBLICIDADE

Também em nota o advogado Cristiano Zanin Martins acusa Moro de parcialidade. Os defensores de Lula afirmam que, mais uma vez, Sérgio Moro usou a teoria da “propriedade de fato” para tentar responsabilizar o ex-presidente. Ainda de acordo com a defesa, a peça acusatória não indica nenhum ato de ofício de Lula no exercício da Presidência que justifique a acusação.

“Moro, novamente, aceita uma denúncia esdrúxula contra Lula apenas em razão do cargo de presidente da República por ele ocupado”, diz a defesa, em nota. “Mais uma vez, [o magistrado] trabalha com conceito de “propriedade de fato”, embora o sítio referido na denúncia tenha proprietários conhecidos, que constam na matrícula do imóvel e que provaram a utilização de recursos próprios e lícitos para a compra do bem, e, ainda, que suportam despesas de sua manutenção.”

 Confira a nota do ex-presidente Lula:

A abertura de ação sobre o sítio de Atibaia é mais uma etapa da farsa judicial movida pela Lava Jato contra o ex-presidente Lula.
Em decisões anteriores, a Lava Jato já reconheceu que não tem provas para relacionar Lula a desvios da Petrobrás, mas insiste em persegui-lo para condenar sem provas, sem crime e fora da lei.
Os bens que de fato pertencem ao ex-presidente, todos eles declarados à Receita, foram bloqueados pelo juiz Sergio Moro e entre eles não está o sítio de Atibaia, que não é e nunca foi de Lula.
A Lava Jato violenta mais uma vez a lei e os direitos de Lula, porque há dois anos vem mentindo para o país e não consegue reconhecer que errou.
Assessoria de Imprensa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva

Com agência Brasil