Apoio no exterior

Nicolás Maduro promove ‘tuitaço’ na Venezuela em apoio a Dilma

Durante a tarde, as hashtags #AmericaLatinaConBrasil e #LulaDilmaSomosTodos estiveram entre os tópicos mais comentados por usuários do Twitter na Venezuela

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Nesta quinta-feira (20) ocorreram diversos atos em favor do governo, e mesmo fora do País ocorreram manifestações de apoio à Dilma Rousseff (PT). A principal foi na Venezuela, onde o presidente Nicolás Maduro promoveu um “tuitaço” para defender a petista e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Durante a tarde, as hashtags #AmericaLatinaConBrasil e #LulaDilmaSomosTodos estiveram entre os tópicos mais comentados por usuários do Twitter na Venezuela. O tuitaço começou quando Maduro divulgou um post em português: “Junto-me à jornada mundial de solidariedade e amor ao Brasil”.

Para acompanhar o presidente, outras figuras públicas também tuitaram sobre o assunto. “Por nossa pátria grande livre e soberana, nos unimos ao povo irmão do Brasil para dizer LulaDilmaSomosTodos”, escreveu o governador do Estado de Aragua, Tareck El Aissami. A chanceler Delcy Rodríguez disse que o governo petista é alvo de uma tentativa de “golpe suave” orquestrado pelo “império”, referência aos EUA.

Aprenda a investir na bolsa

Mas nem todos foram favoráveis às manifestações, sendo que alguns internautas venezuelanos rechaçaram a campanha. “Entre ladrões, se entendem”, dizia um tuíte. Outro justificou a pressão contra Dilma. “Ela trabalha mal, e a corrupção interna é tremenda. Deve renunciar ou ser destituída”.

Para completar, Eugenio Martinez, um jornalista de política local, disse que o grande volume de postagens foi obtido artificialmente. “#AmericaLatinaconBrasil é tendência na Venezuela graças ao trabalho de 835 contas que postam 93 tweets por minuto”, escreveu.