Negociação sobre empréstimo do BCE ao FMI pode ter início em breve

Segundo imprensa internacional, diante da falta de alternativas, a Alemanha teria aceitado discutir o assunto

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Um possível empréstimo do BCE (Banco Central Europeu) ao FMI (Fundo Monetário Internacional), para que o organismo tenha recursos suficientes para socorrer a Zona do Euro, ganha força, segundo o noticiário internacional.

Este dinheiro financiaria os resgates aos governos da região ameaçados por uma grave crise política e financeira, e seria uma maneira de superar as restrições legais que impedem o BCE de emprestar diretamente aos governos.

Segundo informou nesta sexta-feira (18) a agência Dow Jones Newswires, e citando fontes anônimas, mas que seriam oficiais, a Alemanha e o BCE sustentam sua oposição à ideiaia do empréstimo, mas que, sem alternativas viáveis à atual crise, poderiam iniciar em breve as negociações, visando um acordo sobre o tema.

Aprenda a investir na bolsa

Até ontem, Alemanha não apoiava empréstimo
Vale lembrar que, na quinta-feira (17), a chanceler alemã, Angela Merkel, havia se declarado contra ao empréstimo, temendo que o movimento acabe com a independência do BCE e provoque aumento da inflação na Zona do Euro.

“Eu estou convencida de que apenas soluções políticas podem resolver a situação”, disse durante evento em Berlim. “Se os políticos acham que o BCE pode resolver a crise do euro, estão equivocados”, concluiu a chanceler.