Eleições

Neca Setubal nunca trabalhou no Itaú e diz que banco não bancou Marina Silva

Educadora, Neca é colaboradora da campanha da candidata do PSB, mas sempre esteve afastada dos negócios da família, donos do banco Itaú

arrow_forwardMais sobre
Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – A educadora de 53 anos Maria Alice Setubal, mais conhecida como Neca Setubal, tem sido a mais recente “arma” para ataques à Marina Silva, principalmente do lado do PT. Em resumo, os petistas acusam a candidata do PSB de defender uma “nova política”, mas que no fundo ela seria sustentada por grandes instituições financeiras, no caso o banco Itaú da família Setubal.

Por isso, Neca, que é coordenadora do programa de governo de Marina, veio à público explicar que o Itaú nunca sustentou a candidata pessebista. Segundo a educadora, os recursos para viver da ex-ministra são basicamente das palestras que ela realiza. Neca ainda rechaçou o
“ataque” de Dilma, que nos últimos dias afirmou que Marina é sustentada por banqueiros: “É baixar bastante o nível da campanha”.

Segundo o jornal Folha de S. Paulo, Neca, que é acionista do grupo Itaú, só pisou uma vez na sede do banco em 2014, e mesmo assim foi para participar de uma reunião da fundação que cuida de projetos sociais da instituição. Sobre sua participação em ações, a educadora possui 1,3% de ativos do grupo, o que equivale a apenas 0,5% de participação no Itaú.

Aprenda a investir na bolsa

Para o Estado de S. Paulo, Neca voltou a explicar a situação de seus apoios à campanha: “Não apoio só esse instituto, mas também outras 15 instituições, entre elas a Doutores das Águas, Greenpeace, Casa do Coração, Sonho Brasileiro e Instituto Chapada da Educação”, disse. “Fico muito triste de ver o PT, um partido que sempre admirei e no qual votei algumas vezes – assim como já votei no PV, no PSB, no PSDB, embora jamais tivesse me filiado a nenhuma partido, somente à Rede -, fazendo esse tipo de ataque”, completou a educadora.

Recentemente, na televisão, Dilma Rousseff afirmou que se Marina quer entregar o comando da economia brasileira para os bancos caso seja eleita. A atual presidente ainda fez indiretas para Neca, dizendo que não é sustentada por banqueiros. Porém, na atual campanha, a candidata do PSB arrecadou R$ 4,5 milhões do setor financeiro, enquanto Dilma chegou a R$ 9,5 milhões.