Roda Viva

“Não tenho plano B”, diz Bolsonaro sobre risco de briga com Paulo Guedes

Bolsonaro explicou que teve muitas conversas no início da parceria entre eles, dizendo que ele conseguiu convencer Guedes na política, enquanto foi convencido na área econômica

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – Durante sua participação no programa Roda Viva, da TV Cultura, nesta segunda-feira (30), o candidato Jair Bolsonaro foi questionado sobre o fato de já ter assumido que não entende de economia e que esta área estará na mão de Paulo Guedes, responsável pelo plano econômico do deputado.

A jornalista da Veja, Thaís Oyama, perguntou se ele teria uma alternativa caso tivesse alguma discussão com Guedes por discordar de suas ideias: “não tenho plano B […] Para tristeza da esquerda e dos estatizantes, não vamos morrer não”, disse o deputado dizendo que duvida que possa haver uma briga entre ele e o economista.

Bolsonaro explicou que teve muitas conversas no início da parceria entre eles, dizendo que ele conseguiu convencer Guedes na política, enquanto foi convencido na área econômica. “Quantas vezes eu falei pra ele ‘Paulo, sua proposta está maravilhosa, mas temos um filtro chamado de Câmara e Senado'”, disse o candidato citando a reforma da Previdência, que segundo ele não tinha como ser aprovada neste momento, entre outros motivos, por estarmos próximos da eleição.

PUBLICIDADE

Por fim, ele disse que “Paulo Guedes é meu posto Ipiranga, mas tenho vários postos Ipirangas”, citando outros nomes de sua equipe, como o general Augusto Heleno na área militar. Pressionado, ele reforçou que não tem plano B caso tenha algum problema com Guedes.

Leia mais: Quem é Paulo Guedes, o possível ministro da Fazenda se Bolsonaro for presidente

Paulo Guedes, cotado para ser ministro da Fazenda se Bolsonaro for eleito, é um dos fundadores do Banco Pactual e também fundador e sócio majoritário do grupo BR Investimentos, hoje parte da Bozano Investimentos. Economista com Ph.D  em economia pela Universidade de Chicago, considerada uma referência do pensamento econômico liberal, ele também fundou o Instituto Millenium, um ‘think tank’ que dissemina o pensamento econômico liberal.