Pronunciamento

“Não tem ninguém mais indignado que eu no mundo hoje”, diz Lula após se tornar réu

O ex-presidente falou por videoconferência durante um evento realizado em Nova York em sua defesa

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – Durante evento em seu apoio em Nova York, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que está em São Paulo, falou por meio de uma videoconferência comentando o fato do juiz Sergio Moro ter aceitado a denúncia contra ele na tarde desta terça-feira (20).

“Não há ninguém mais indignado que eu no mundo hoje”, afirmou Lula durante sua fala, que relembrou o discurso feito na última semana após a apresentação da denúncia pelo Ministério Público Federal. “As pessoas que estão fazendo esse processo, que na verdade é um conluio entre alguns agentes da Polícia Federal, alguns agentes do Ministério Público e eu diria que alguns agentes da Fazenda. Nem tenho convicção, mas é isso que eu leio todo dia”, continuou.

Lula afirmou ainda que “o que está acontecendo com o Brasil hoje não me abala, me anima”, criticando o que chamou novamente de pirotecnia dos procuradores da Lava Jato na denúncia feita na semana passada. Para o ex-presidente, o país vive hoje uma “anomalia política”.

PUBLICIDADE

“Obviamente estou muito triste que o juiz Moro aceitou a denúncia contra mim, mesmo que a denúncia seja uma farsa. De qualquer forma como tenho bons advogados aqui e ali, e acredito na Justiça, vou continuar lutando. Somos brasileiros e não desistimos nunca”, afirmou.

O petista ainda se disse com a consciência tranquila e que se alguém conseguir apresentar uma prova de seus crimes, ele aceita ser julgado. “Ninguém pode ser julgado por convicção de um promotor”, disse. “Tenho uma história de 40 anos de luta nesse país. Eu não posso aceitar em hipótese alguma que algumas pessoas irresponsáveis venham dizer que eu sou responsável pela criação de uma quadrilha nesse país”, completou Lula.