Sucesso é bom, mas...

“Não posso me deixar contaminar com essa coisa de achar que virei o rei da cocada preta”, diz Doria

Segundo prefeito de São Paulo, fazer sucesso nacionalmente "é muito bom, mas aumenta a responsabilidade de continuar sendo um bom prefeito"

SÃO PAULO – Após participar de jantar no Palácio dos Bandeirantes na noite da última segunda-feira (3), o prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), comentou a sua popularidade, conforme destaca o jornal Folha de S. Paulo. De acordo com ele, fazer sucesso nacionalmente “é muito bom, mas aumenta a responsabilidade de continuar sendo um bom prefeito”.

“Não posso me deixar contaminar com essa coisa de achar que virei o rei da cocada preta. Não é isso. Não é conversa fiada, é conversa real. Sendo um bom prefeito, eu ajudo a cidade, correspondo aos eleitores. Ajudo o partido, ajudo os aliados, ajudo todo mundo.”

Doria participou do jantar ao lado do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso e do senador José Serra, que não apostaram em sua candidatura à prefeitura, O prefeito disse que o clima foi “bom”. “Agradeci [a FHC]. Ele falou que sou um balão que sobe [em entrevista à rádio CBN]. Ele respondeu ‘sobe mesmo'”, afirmou o tucano. Ao ser lembrado que FHC então disse que era preciso manter o “pé no chão”, Doria disse que “a imagem do balão foi a que ficou. Você não pode ser um balão com o pé no chão”. 

PUBLICIDADE

Sobre as discussões em relação à eleição presidencial, ele afirmou que está “muito cedo, tem muito chão”. “É que o mundo político está muito animado, vamos dizer assim. E no meu caso eu tenho muita poeira para comer ainda, tenho muita coisa para fazer ainda.” Doria voltou a negar que tenha pretensão nacional e afirmou ficar muito feliz em ser bem avaliado: “eu fico feliz, é muito bom você ser bem avaliado, ter 70% na primeira pesquisa que saiu”.  “De novo, quero registrar o que tenho feito todo dia: o que eu tenho que ser aqui é prefeito, um bom prefeito.”