Abatido

“Não estou numa fase muito boa”, admite Lula, que vê seu projeto “esfarelando”

De acordo com relatos ouvidos pelo jornal O Estado de S. Paulo, o ex-presidente está com ar abatido e com falas bem menos otimistas do que costuma fazer em discursos públicos

SÃO PAULO – O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi para Brasília em busca de reaproximação do presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), com o governo de Dilma Rousseff, mas também fez alguns desabafos durante a sua passagem pela capital federal.

De acordo com o jornal O Estado de S. Paulo, Lula está preocupado com o andamento do governo Dilma, os desdobramentos da Operação Lava Jato e teria admitido, em conversas com políticos, que não atravessa uma boa fase. 

“Não estou numa fase muito boa, não”, afirmou o ex-presidente. De acordo com pessoas com quem ele se encontrou, Lula está com ar abatido e contraria o discurso normalmente otimista nas conversas privadas. Ele disse estar desesperançoso com as perspectivas para a economia brasileira, tidas por ele como muito ruins.

PUBLICIDADE

O petista destaca a queda da rentabilidade das empresas no Brasil e atribui ao governo de Dilma equívocos na condução da política econômica. Lula afirmou ainda, durante almoço com Renan Calheiros, que o governo precisa sair da pauta negativa do ajuste fiscal e estimular a economia através do PAC e do programa de concessões. Ele ainda chegou a confessar que o projeto político dele está “esfarelando”. 

Lula também se mostrou preocupado com as implicações da delação do dono da UTC, Ricardo Pessoa, que na quarta-feira assinou com Procuradoria-Geral da República o acordo. Segundo o jornal, já no começo do ano, Lula se mostrava apreensivo com o que o dono da UTC poderia falar.