Segundo G1

Não é só Mantega: Dilma pode fazer mais mudanças nos ministérios em eventual 2º mandato

Dentre eles: Marta Suplicy, do Ministério da Cultura, Gilberto Carvalho, secretário-geral da presidência da República. Celso Amorim, da Defesa e Jorge Hage, da controladoria-geral da União, por motivos diversos

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – A avaliação no Palácio do Planalto realizada nos últimos dias indica que a mudança no primeiro escalão de Dilma Rousseff será mais profunda do que o inicialmente esperado em um eventual segundo mandato, de acordo com a coluna de Gerson Camarotti, do G1

Dilma já anunciou a saída do ministro da fazenda Guido Mantega, mas por motivos diversos, outros também podem estar fora de um segundo governo. Dentre eles: Marta Suplicy, do Ministério da Cultura, Gilberto Carvalho, secretário-geral da presidência da República. Celso Amorim, da Defesa e Jorge Hage, da controladoria-geral da União.

E os motivos para as saídas são diversos: Hage teria entrado na lista depois de criticar a falta de recursos para a Controladoria plena campanha. Amorim já teria sinalizado o seu desejo em deixar o governo e, no caso da ministra da Cultura, Dilma não teria superado a defesa que ela fez no passado do movimento “Volta, Lula”.

Aprenda a investir na bolsa