Perspectivas

Não é só eleição: outros 7 eventos que vão agitar o mercado na próxima semana

Tudo que o investidor precisa saber antes de operar na próxima semana

(Shutterstock)

SÃO PAULO – O Brasil vai parar para acompanhar o segundo turno da eleição no domingo (28). A expectativa dos investidores é pela vitória de Jair Bolsonaro (PSL) contra Fernando Haddad (PT), mas o investidor precisa tomar cuidado porque diversos outros dados importantes serão apresentados nos próximos dias e nem só do reflexo da decisão eleitoral viverá o mercado.

Além da decisão e das primeiras falas do próximo presidente, o mercado ficará bastante atento ao resultado do Copom (Comitê de Política Monetária), que na quarta-feira (31) define a nova taxa Selic. Há praticamente consenso entre os analistas de que a taxa básica de juros será mantida em 6,5% ao ano pela quinta vez consecutiva.

Ainda no cenário doméstico, destaque para a taxa de desemprego do IBGE, que sai na quarta-feira (31). A GO Associados projeta uma taxa de 11,9%, dois pontos percentuais abaixo dos 12,1% de agosto, com uma tendência de queda até o final do ano. Outro indicador importante, na quinta-feira (1), será a produção industrial de setembro, cuja expectativa da GO é de um resultado negativo de 0,7%.

PUBLICIDADE

Além dos indicadores, atenção especial para a temporada de resultados corporativos, com quase 30 empresas programadas para divulgarem seus números do terceiro trimestre. O destaque fica para o Itaú Unibanco (ITUB4) na segunda à noite, Embraer (EMBR3) e RD (RADL3) na terça e Bradesco (BBDC4) e Gol (GOLL4) na quinta.

Completando a agenda doméstica, vale o investidor se atentar ao feriado no dia 2 de novembro, que mesmo deixando a B3 fechada, terá o movimento dos ADRs em Nova York.

Agenda externa
Nos Estados Unidos, serão publicados na segunda-feira (29) os dados relativos aos gastos pessoais dos consumidores. Já na quinta-feira (1), destaque para o PMI industrial e de serviços relativos ao mês de outubro.

Porém, o principal indicador será o relatório de emprego, na sexta-feira (2), que trará os números de ganhos médios por hora trabalhadas, a taxa de desemprego de outubro e e outros números do setor.

Na China, os destaques serão as sondagens PMI industrial e não industrial relativas a outubro, que serão divulgadas terça-feira (30). Enquanto isso, na quarta-feira (31) sai a sondagem PMI Industrial Caixin deste mês.

A hora de investir em ações é agora: abra uma conta na Clear com taxa ZERO de corretagem!