Lula e Moro

“Não é programa eleitoral”, diz Moro a Lula em interrogatório; confira alguns destaques da audiência

Ontem, Lula afirmou a Moro que não há provas de que ele tenha cometido algum crime, negou ter conhecimento de pagamento de propina da empreiteira OAS a funcionários da Petrobras

SÃO PAULO – O depoimento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva ao juiz Sérgio Moro repercute no noticiário político. Lula afirmou a Moro que não há provas de que ele tenha cometido algum crime, negou ter conhecimento de pagamento de propina da empreiteira OAS a funcionários da Petrobras e ao PT e também de ter orientado o presidente da construtora, Léo Pinheiro, a destruir eventuais provas do esquema de corrupção investigado pela Operação Lava Jato.

Ele afirmou ainda que nunca houve intenção de adquirir um triplex no Condomínio Solaris, no Guarujá, em São Paulo. Questionado por Moro se havia intenção desde o início de adquirir um triplex no empreendimento, Lula respondeu: “Não havia no início e não havia no fim. Nunca houve a intenção de adquirir um triplex”.

No interrogatório, que durou quase cinco horas, Lula ainda fez outras considerações de destaque.

PUBLICIDADE

Veja as falas de Lula e de Moro que chamaram a atenção durante o depoimento: 

Lula: “Quando um político comete um erro, ele é julgado pelo povo, não pelo Código de Processo Penal. Eu já fui julgado pelo povo.”

Lula: “Eu sei que o senhor é muito jovem, e jovem tem menos paciência do que velho.”

Lula: “Logo eu, que pensava que era socialista, fiz a maior capitalização da história da humanidade [da Petrobras]”  

Lula: “Depois de tudo o que está acontecendo, estou dizendo em alto e bom som que vou querer ser candidato à Presidência da República outra vez” 

(…)

PUBLICIDADE

Lula: “Não sei, não sei, não prendo. Presidente não prende ninguém, não conheço na história, a não ser no regime autoritário.” (ao ser perguntado por Moro sobre sua fala no dia 5 de maio, durante um evento do PT. Na época, Lula afirmou: “Se eles não me prenderem logo, quem sabe um dia eu mando prendê-los pelas mentiras que eles contam”)

Moro: “Então, talvez o senhor não devesse fazer esse tipo de declaração”

(…)

Lula: “Doutor, eu não fui convidado para a Copa do Mundo, que fui eu que trouxe para cá. Eu não fui convidado para as Olimpíadas. Ex-presidente, doutor… Não queira ser ex-ministro, ex-juiz que o senhor vai ver o que vai lhe acontecer”.

Moro: “O senhor ex-presidente aí tem que reclamar com a sua sucessora, né”

Lula X Moro

Declarações finais

Lula: “Eu gostaria de dizer que eu estou sendo vítima da maior caçada jurídica que um presidente ou que um político brasileiro já teve”

Moro: “Presidente, só para esclarecer: não sei quanto tempo vai durar o pronunciamento, mas não é para fazer um apanhado do que [o senhor] fez no seu governo, não é programa eleitoral”

Lula: “É porque eu estou sendo julgado pelo que eu fiz no governo, pela construção de um Power Point mentiroso, aquilo é ilação pura”

Relação com os ex-diretores da Petrobras

Lula: “Nem eu, nem o senhor, nem o Ministério Público, nem a Petrobras, nem a imprensa, nem a Polícia Federal. Todos nós só ficamos sabendo [do esquema de corrupção ex-diretores da estatal] quando foi pego no grampo a conversa do [Alberto] Youssef com o Paulo Roberto [Costa].”

Moro: “O senhor que indicou ele ao Conselho de Administração da Petrobras. É uma situação diferente de mim, que não tenho nada a ver com isso, nunca participei disso”.

Lula: “O senhor que soltou o Youssef e mandou grampear. Poderia saber mais do que eu”

Moro: “Eu decretei a prisão do Alberto Youssef, é um pouco diferente”.

Reclamação sobre iPad dos netos

Lula: “Aliás, eu queria aproveitar, já que o senhor falou dessa coerção, determine que a Polícia Federal devolva os iPads dos meus netos. É uma vergonha, iPad de neto de 5 anos está (apreendido) desde março do ano passado”

Moro: “Só pedir a restituição que é devolvido”

Lula: “Não, não, não, não. Já pedi, já foi falar. Não pense que as coisas funcionam. Isso é que nem no governo. Não pense que tudo que o senhor pede as pessoas fazem rapidamente (,,,) O senhor não viu como a Polícia Federal entrou na casa dos meus filhos. Não é com a educação que entraram na minha. Na casa dos meus filhos quebraram porta, quebraram portão.”

(Com Agência Brasil)