Política

Não é hora de definir candidatos à Presidência de 2018, diz Aécio em recado a Alckmin

"Teremos a responsabilidade de não saltar etapas", ressaltou o senador, considerando o lançamento da candidatura de Alckmin como precipitado

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – O presidente nacional do PSDB, o senador Aécio Neves (MG) minimizou nesta segunda-feira (15) o início da ofensiva tucana paulista pela candidatura à Presidência da República em 2018.

Não é hora de “saltar etapas”, disse, citando que seu partido tem um “leque de opções” de candidatos para disputar a Presidência, dando um recado à ala ligada ao governador Geraldo Alckmin (SP). O comentário foi feito em entrevista no Senado, ao ser perguntado sobre o lançamento da candidatura do governador Geraldo Alckmin (SP) à Presidente da República no domingo.

A eleição da nova cúpula do PSDB de São Paulo para lançar Alckmin, no último domingo, marcou o início da ofensiva da ala ligada ao governador. Foi o movimento mais ostensivo de aliados em busca da construção de um caminho dentro do PSDB pelo lançamento de Alckmin. 

PUBLICIDADE

Aécio afirmou que o partido vai reafirmar seus valores e princípios na convenção nacional a se realizar no dia 5 de julho. O senador será reeleito presidente do partido no evento. Ele considerou o lançamento da candidatura de Alckmin uma precipitação. 

“Teremos a responsabilidade de não saltar etapas. E, no momento certo, no momento das eleições, o PSDB tomará, unido, a sua decisão. E será aquela que for o melhor para o Brasil, para encerrarmos definitivamente esse perverso ciclo de governos do PT”, ressaltou. Quando à realização de prévias para a escolha do nome do candidato, ele afirmou que sempre defendeu essa prática, que é prevista no estatuto do partido, mas não aplicada.