Política

Não é à toa que Alckmin tem apelido de picolé de chuchu, diz Lula em comício

Ex-presidente do Brasil, disse que atual governador de São Paulo não assume responsabilidade pelos problemas do Estado

SÃO PAULO – Em discurso na última terça-feira (23) repleto de críticas à imprensa e ao PSDB, o ex-presidente do Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva, até lembrou o apelido para o atual governador de São Paulo, Geraldo Alckmin: “Picolé de Chuchu”. As informações são do jornal Folha de S.Paulo.

“Não é à toa que esse governador tem apelido de picolé de chuchu porque é uma coisa insossa, como comida sem sal. Ele nunca fala nada grave do Estado. Se tem problema, é com o governo federal ou prefeitura”, disse Lula. Para o ex-presidente, Alckmin se omite dos problemas de São Paulo e citou, como exemplo, a crise hídrica do Sistema Cantareira.

“A questão da água, se você não fincar o pé, você e os prefeitos desse Estado, a culpa será de vocês. Eles governam essa Estada há 20 anos, mas não fizeram uma obra para ajudar. Não foi capaz de colocar nenhum copo de água a mais no Cantareira. Daqui a pouco vai estar jogando a culpa em cima da Dilma”, disse Lula em comício. 

PUBLICIDADE

Além de atacar o governador de São Paulo, o ex-presidente do Brasil, acusou a imprensa paulista de “blindar” Geraldo Alckimin e os tucanos. “Embora a imprensa tenha nascido para informar corretamente as coisas, aqui no Brasil e em São Paulo age como se fosse linhar auxiliar dos nossos adversários e trabalhando contra o PT 24 horas por dia”. 

Completando, Lula disse que há uma decisão editorial de falar mal do PT.

Para finalizar, o ex-presidente disse que se o problema do Cantareira fosse na gestão de um petista, não seria possível sair na rua pela pressão da imprensa. “Se o governador fosse do PT, como a imprensa estaria tratando a questão da água. Não poderia sair na rua de tanta acusação de incompetência”.