Pedido contra caciques

Não acreditamos em prisão de Renan, Jucá, Sarney e Cunha, diz MCM

“As conversas entre eles e Sérgio Machado que já foram divulgadas não ensejam medida tão extrema, na nossa avaliação”

arrow_forwardMais sobre
Aprenda a investir na bolsa

(Bloomberg) – A MCM Consultores Associados não crê em prisão de Jucá, Sarney, Calheiros e Cunha, sendo essa posição especialmente válida para os 3 primeiros, diz consultoria em relatório. Veja outros pontos do relatório:

  • “As conversas entre eles e Sérgio Machado que já foram divulgadas não ensejam medida tão extrema, na nossa avaliação”
  • “É importante lembrar também que a autorização última a respeito da prisão de senadores é tomada pelo plenário do Senado. No caso de Delcídio, a autorização foi concedida”
  • “Será mais difícil ocorrer o mesmo nos casos de Renan e Jucá. Mas pode haver algo mais grave ainda não revelado”
  • Teori Zavascki, muito provavelmente, levará a questão ao plenário do STF
  • “Ganha força, por outro lado, a hipótese de o STF decidir a favor do afastamento de Calheiros e Jucá de seus mandatos em caráter provisório, tal como ocorreu com Eduardo Cunha”
    • “Neste caso, o vice-presidente do Senado, o petista Jorge Viana, assumirá a presidência do Senado”
    • Jorge Viana na presidência do Senado não deve influenciar o andamento do impeachment, cujo cronograma já foi definido e dificilmente será alterado; além disso, quem preside o processo é o presidente do STF, Ricardo Lewandowski
  • MCM não acredita que chance de reversão do impeachment cresça com Jorge Viana no comando do Senado
    • “Mas Jorge Viana, caso chegue à Presidência do Senado, será um obstáculo à execução da agenda legislativa do governo Temer. Não é um obstáculo intransponível, pois a maioria do Senado apoia o governo, mas aumentará as dificuldades para a votação dos assuntos de interesse do Planalto”
  • NOTA: Pedida prisão de Renan, Sarney, Jucá diz O Globo: RADAR POLÍTICO

Esta matéria foi publicada em tempo realapara assinantes do serviço BloombergaProfessional.