Mudança no quadro eleitoral mineiro é positiva para Cemig, avalia Ativa

Para analistas, possível modificação no padrão de gestão da estatal trazida por candidato da oposição levanta receios

SÃO PAULO – Na avaliação da Ativa Corretora, a ascensão do candidato do PSDB ao governo de Minas Gerais, Antonio Anastasia, nas pesquisas eleitorais é “positiva” às ações da Cemig (CMIG4), uma vez que os analistas veem a continuidade do governo tucano no estado como uma opção que traria menor dose de receios aos investidores, ante uma possível posse de seu principal concorrente – e líder nas pesquisas – o ex-ministro Helio Costa, do PMDB.

“A percepção de risco relacionado a uma eventual eleição do ministro Hélio Costa vinha pressionando os preços de Cemig nas últimas semanas em função da associação da vitória do ex-ministro a uma modificação no padrão de gestão da estatal mineira”, assinala Ricardo Corrêa, analista responsável pelo documento da corretora.

Disputa mineira
De acordo com números do Ibope, Helio Costa mantém a liderança na corrida eleitoral no estado, com 38% das intenções de voto – queda de 1 p.p. em relação a pesquisa anterior.

PUBLICIDADE

Já Anastasia, atual governador de Minas Gerais após a saída de Aécio Neves – que concorre a uma das duas vagas de senador do estado -, aparecia anteriormente com 21%, mas subiu seis pontos, detendo agora 27% das intenções de voto dos eleitores entrevistados. Cabe destacar que a pesquisa é a primeira que analisa a dinâmica eleitoral em período posterior ao início do horário eleitoral gratuito.

Preferência por continuidade
“A mudança na dinâmica eleitoral derivada do início das campanhas televisivas pode se refletir na melhora da percepção de risco relativo à continuidade da gestão atual da Cemig invariavelmente associada ao ex-governador Aécio Neves“, conclui Corrêa.