Destaques da bolsa Ações de Petrobras, Vale e siderúrgicas caem seguindo commodities em meio à cautela com acordo comercial

Ações de Petrobras, Vale e siderúrgicas caem seguindo commodities em meio à cautela com acordo comercial

Política

MPF entra na Justiça para barrar nomeação de Eduardo Bolsonaro para embaixada em Washington

Na ação, o órgão defende que o governo atente a critérios para a escolha de embaixadores, como reconhecido mérito em atividades diplomáticas, relevantes serviços diplomáticos prestados ao país e ao menos três anos de experiência de atividades nesse sentido

SÃO PAULO – O Ministério Público Federal em Brasília entrou, na Justiça Federal, com pedido liminar para impedir a indicação do deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), filho do presidente Jair Bolsonaro, para o cargo de embaixador do Brasil em Washington (EUA). As informações foram dadas pelo órgão nesta segunda-feira (12).

Na ação, o MP defende que o governo atente a critérios para a escolha de embaixadores, como reconhecido mérito em atividades diplomáticas, relevantes serviços diplomáticos prestados ao país e ao menos três anos de experiência de atividades nesse sentido.

Caso tais exigências não sejam cumpridas, o pedido requer revogação do trâmite de nomeação.

PUBLICIDADE

A indicação de Eduardo Bolsonaro para o posto mais cobiçado da diplomacia nacional é polêmica e precisa ser submetida à apreciação do Senado Federal para ser efetivada, primeiro com votação na Comissão de Relações Exteriores e, depois, em plenário, com exigência de maioria simples.

A decisão encontra resistências na opinião pública. Segundo pesquisa XP/Ipespe, realizada entre os dias 5 e 7 de agosto, 62% dos entrevistados reprovam a iniciativa, contra 29% que se posicionaram a favor. Outros 6% classificam o movimento como indiferente. Acesse a íntegra da pesquisa clicando aqui.

Quer receber esta e as próximas edições da pesquisa XP/Ipespe na íntegra, além de insights exclusivos sobre política? Basta deixar seu e-mail no campo abaixo: