Investigação

MPF abre investigação formal contra Lula por suposto tráfico de influência

Depois de uma apuração preliminar, os procuradores da República disseram ter identificado indícios suficientes para investigá-lo

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – A Procuradoria da República no Distrito Federal abriu inquérito para investigar suposto tráfico de influência internacional do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para favorecer a construtora Odebrecht, uma das empreiteiras investigadas na Operação Lava Jato.

Depois de uma apuração preliminar, os procuradores da República disseram ter identificado indícios suficientes para investigá-lo. Com a medida, a procuradoria abre uma investigação formal contra o ex-presidente.

O alvo das investigações são viagens internacionais de Lula bancadas pela Odebrecht. 

Aprenda a investir na bolsa

Além de abrir o inquérito, o MPF do Distrito Federal solicitou o compartilhamento de provas da Lava Jato para incluir na investigação criminal envolvendo o ex-presidente.  

Em maio, a revista Época revelou que o Ministério Público Federal no DF estava investigando Lula. Segundo a reportagem, o ex-presidente usava sua influência para facilitar negócios da Odebrecht com representantes de governos estrangeiros. Em troca, a empresa tocava as obras com o dinheiro repassado pelo BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social).

Ao Globo, a assessoria do Instituto Lula afirmou ter recebido com surpresa a notícia da abertura do inquérito: “o Instituto Lula recebeu a notícia da abertura do inquérito com surpresa porque já entregou todas as informações solicitadas pela procuradora Mirella de Carvalho Aguiar. Tudo o que a procuradora solicitou foi entregue pelo instituto, que chegou a apresentar além do que foi exigido inicialmente. O Instituto Lula avalia que houve pouco tempo para a procuradora analisar o material, mas, logo, entende que faz parte das atribuições do Ministério Público investigar denúncias e terá oportunidade de comprovar a legalidade e a lisura de todas as atividades do Instituto Lula.”