Liberado

Moro manda soltar ex-deputado petista Cândido Vaccarezza sob fiança de R$ 1,5 milhão

O magistrado também decidiu soltar, após o pagamento de fiança, o ex-gerente da Petrobras Márcio Albuquerque Aché Cordeiro

SÃO PAULO – O juiz federal Sérgio Moro mandou soltar o ex-deputado petista Cândido Vaccarezza nesta terça-feira (22) após impor uma fiança de R$ 1.522.700,00 e cinco medidas cautelares. O magistrado concedeu dez dias para o depósito da fiança.

O ex-parlamentar foi preso em São Paulo na última sexta-feira (18) durante a Operação Abate, desdobramento da Lava Jato. O magistrado também decidiu soltar, após o pagamento de fiança, o ex-gerente da Petrobras Márcio Albuquerque Aché Cordeiro, que também foi detido no mesmo dia. Para que possa deixar a cadeia, ele deverá pagar R$ 371.496,00.

Para libertar o ex-deputado, Moro determinou: “proibição do exercício de cargo ou função pública na Administração Pública direta ou indireta; compromisso de comparecimento a todos os atos do processo; proibição de deixar o país, com a entrega do passaporte a este Juízo em 48 horas; proibição de contatos com os demais investigados, salvo familiares e proibição de mudança de endereço sem autorização do Juízo”.

PUBLICIDADE