Round 3

Moro debocha e volta a discutir com advogados de Lula após audiência; ouça a gravação

Após encerrar o depoimento, em gravação feita pelos advogados de Lula, Moro questiona as estratégias da defesa e indaga o advogado Cristiano Zanin se irá entrar com ação contra a testemunha

SÃO PAULO – O juiz federal Sérgio Moro e os advogados do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva voltaram a discutir após o o depoimento do José Afonso Pinheiro, ex-zelador do Condomínio Solaris. Logo na primeira audiência, no fim de novembro, já havia ocorrido um grande bate-boca entre eles (veja clicando aqui). Na última semana, mais uma vez Moro se irritou com os advogados, chegando a gritar com eles (veja aqui)

Na sexta-feira (16), após encerrar o depoimento por videoconferência, em gravação feita pelos advogados de Lula, Moro questiona as estratégias da defesa de Lula e indaga o advogado Cristiano Zanin Martins se irá entrar com ação contra a testemunha. “Vamos ver se [a testemunha] não vai sofrer queixa-crime ou alguma ação de indenização, a testemunha, né, por parte da defesa…”, disse Moro em referência as tentativas da defesa de afastá-lo do processo em que o ex-presidente é réu na Lava Jato e, inclusive, pedir a prisão do magistrado por abuso de autoridade.

Na mesma hora o advogado Cristiano Zanin Martins rebateu o juiz: “depende. Quando as pessoas praticam atos ilícitos elas respondem por seus atos. Eu acho que é isso o que diz a lei”. “Você vai entrar com essa indenização contra ela [a testemunha], doutor?”, perguntou novamente Moro. “Não sei, o senhor está advogando alguma coisa para ela [testemunha]?”, rebateu o advogado. “Não sei, a defesa entra contra todo mundo, com queixa-crime, indenização…”, continuou o juiz.

PUBLICIDADE

“Eu acho que ninguém está acima da lei. Da mesma forma como as pessoas estão sujeitas a determinadas ações, as autoridades também devem estar”, disse Martins. “Tá bom, doutor. Uma linha de advocacia muito boa”, finalizou Moro em tom de deboche.

Confira o momento divulgado pelo Paraná Portal: