Interrogatório

Moro convoca Lula para se explicar sobre suposto esquema de corrupção envolvendo contratos da Petrobras

Julgamento será via videoconferência e está marcado para 13 de setembro

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – Após a ordem de confisco emitida na quarta-feira (19), Sérgio Moro marcou para 13 de setembro o interrogatório de Luiz Inácio Lula da Silva no processo da Operação Lava Jato que acusa o ex-presidente de ter recebido, em forma de propina, um terreno e um apartamento em São Bernardo do Campo pela Odebrecht após favorecimentos através de contratos da Petrobras (PETR3; PETR4).

O juiz federal determinou que o julgamento será via videoconferência com a Justiça Federal de São Paulo, já que o processo tramita na Justiça Federal em Curitiba. Moro tomou a decisão pela videoconferência após “gastos necessários, mas indesejáveis de recursos públicos” com todo o esquema de segurança montado para que Lula fosse até Curitiba ser interrogado no caso do tríplex do Guarujá, qual foi condenado a 9 anos e 6 meses de prisão.

“Considerando o havido no interrogatório de Luiz Inácio Lula da Silva na ação penal que acabou envolvendo gastos necessários, mas indesejáveis de recursos públicos com medidas de segurança, diga a Defesa respectiva, em cinco dias, se tem objeções à realização de novo interrogatório do acusado em questão por videoconferência com a Justiça Federal de São Paulo”, determinou Moro.

PUBLICIDADE