Ministros suspeitos são convidados a esclarecer o uso dos Cartões Corporativos

Os primeiros a serem convidados foram Matilde Ribeiro (Igualdade Racial), Orlando Silva (Esportes) e Altamir Gregolin (Pesca)

SÃO PAULO – Após impasses e conflitos para ser instalada, a CPI mista dos Cartões Corporativos aprovou nesta quarta-feira (12) o convite para que os ministros suspeitos prestem depoimento à comissão sobre as possíveis irregularidades no uso dos cartões.

Apesar de não haver data para o início das audiências, o cronograma inicial previa a presença dos ministros suspeitos apenas para o mês de abril, período em que a investigação estará em sua segunda parte.

Entretanto, a senadora Marisa Serrano (PSDB-MS), presidente da CPI mista, foi enfática ao afirmar que as autoridades serão automaticamente convocadas a prestar depoimentos caso recusem os convites.

Suspeitos

PUBLICIDADE

Os primeiros a serem convidados foram a ex-ministra Matilde Ribeiro (Igualdade Racial), Orlando Silva (Esportes) e Altamir Gregolin (Pesca).

Cabe lembrar que a ex-ministra, ao ser acusada do uso abusivo dos cartões, pediu demissão do cargo. O valor questionado foi de R$ 171 mil e dentre os gastos havia inclusive compras efetuadas no free shop.

Na mesma linha, o caso do ministro dos Esportes ficou famoso devido ao uso do cartão para pagar uma tapioca em Brasília. Por fim, Gregolin será investigado pela utilização em churrascarias para recepção de comitivas internacionais.